Ambiente corporativo inclusivo é importante à saúde física e mental   

Se engana quem acredita que para discutir segurança no trabalho é importante focar apenas nos riscos que estão visíveis na empresa. Reduzir preconceitos e identificar demandas da sociedade são pautas que fazem bem à saúde física e mental do trabalhador, como foi conferido na Semana Interna de Prevenção de Acidentes de Trabalho (SIPAT), evento promovido pela Skyrail Bahia entre os dias 13 e 17 de setembro.

Além dos assuntos recorrentes ligados à saúde do trabalhador, como ergonomia, higiene e segurança, foram discutidos os métodos de prevenção às Infecções Sexualmente Transmissíveis (IST), o uso abusivo de substâncias psicoativas e a redução de danos, bem como a importância de não estigmatizar e criar barreiras sociais às pessoas em situação de vulnerabilidade social.

Um exemplo apresentado no evento vem do Largo dos Mares, na Cidade Baixa, onde cerca de 50 pessoas em situação de vulnerabilidade social são atendidas diariamente, entre segunda e quinta-feira, por profissionais dedicados ao acolhimento e escuta. À frente dessa ação está a equipe do projeto Corra pro Abraço, iniciativa da Secretaria de Justiça, Direitos Humanos e Desenvolvimento Social (SJDHDS).

Um dos objetivos do Corra pro Abraço é garantir direitos às pessoas em situação de rua que precisam de orientação sobre ações ligadas à redução de danos no uso de drogas lícitas ou ilícitas. Nesse cenário, entende-se redução de danos como o conjunto de estratégias voltadas às pessoas que usam drogas, independentemente de existir ou não o desejo de abandonar o consumo.

Colaboradores da Skyrail Bahia durante atividades da SIPAT 2021

Ao trazer essa realidade para a SIPAT da Skyrail Bahia, o especialista em redução de danos Ramon Pereira Santos mostrou que não se deve falar de substâncias psicoativas sem entender os contextos que levam ao uso. Por isso, seja no ambiente corporativo ou nas ruas, o importante é combater preconceitos. “É preciso entender que nem sempre o uso de substâncias psicoativas acontece porque a pessoa quer. Há contextos em que se é levado ao uso por questão familiar, curiosidade, influência de amigos ou por estar em situação de rua”, comentou.

RESPEITO ACIMA DE TUDO – Estiveram também na SIPAT da Skyrail profissionais da Secretária Municipal de Saúde e do Grupo de Apoio à Prevenção à Aids (GAPA). À frente de palestras sobre saúde mental e nas organizações, um dos destaques foi o debate em torno do respeito e acolhimento que deve existir com as pessoas que vivem ou convivem com o vírus HIV.

A voluntária do GAPA Rosaria Piriz Rodriguez contou sua trajetória de ativismo e lembrou que, ainda hoje, é lamentável que existam casos de quem sofre preconceito no ambiente de trabalho por viver com o vírus HIV. “São pessoas que se escondem com medo do preconceito e ignorância”, assinala, após lembrar que convive com vírus HIV há 23 anos e viajou por todo o Brasil na luta por uma sociedade mais inclusiva.

O EVENTO – A SIPAT da Skyrail Bahia teve como tema “reinventar-se”. O objetivo foi ressaltar a importância da reinvenção no período de pandemia e engajar os colaboradores na responsabilidade

individual de prezar pela segurança no ambiente de trabalho. A programação incluiu ações dinâmicas como encontros focadas em ergonomia e palestras sobre segurança tecnológica e higiene bucal.

“Com a pandemia, todos nós tivemos que nos reinventar de algum modo. Nossa intenção com a SIPAT é trazer aos colaboradores reflexões sobre como é importante se cuidar e manter a produtividade nesse processo de adaptação com uma nova realidade”, explica Maraíza Rocha, técnica de segurança do trabalho da Skyrail Bahia.

Rail, Sky e Bahia, personagens da Cia de teatro Avatar.

A SIPAT contou ainda com uma programação cultural que valoriza os talentos do Subúrbio Ferroviário. Se apresentaram os grupos de capoeira Farol da Bahia e Agô Capoeira. Na sexta, último dia do evento, acontecem performances do grupo de percussão Swing Legal e do coletivo de dança Grupo Avatar.

Durante o evento, a Skyrail Bahia lançou a campanha “Estamos com você, mesmo à distância”, para arrecadação de máscaras, álcool gel, roupas e/ou alimentos para a Casa de Repouso de Idosos Bom Jesus, localizado na Rua Pedro Reis Gordilho, Nº 04, em Praia Grande.