image
image
image
image
image

MÍNIMO IMPACTO AMBIENTAL

O VLT proporciona menor impacto ambiental que outros transportes sobre trilhos e traz a possibilidade de reurbanização associada ao projeto. Isso gera retorno em qualidade de vida para a população e traz benefícios, como a ordenação do tráfego urbano, redução dos níveis de poluição e melhoria da mobilidade urbana.

ENERGIA LIMPA

O VLT também ajuda a reduzir os custos e o consumo de energia a longo prazo. Possui tração elétrica – desta forma, não emite gases poluentes. É equipado com eixo único, pneus de propulsão e pneus estabilizadores , tornando-se um modal estável e silencioso. Além disso, o VLT demanda uma faixa estreita na via, o que causa menor impacto urbano durante a operação e implementação.

MODERNO

O VLT do Subúrbio contará com um modelo de transporte com design futurista, elevando a qualidade do nível de mobilidade da região na qual será instalada, garantindo mais segurança e rapidez aos moradores da região do Subúrbio Ferroviário de Salvador e aos que visitam a área.

CONFORTÁVEL

O modal comporta uma capacidade média ocupacional de 6 usuários/m², transportando um total de 600 passageiros em uma composição de quatro carros, além de uma maior acessibilidade pois possui passagem entre carros aberta, possibilitando que o passageiro escolha o local mais confortável para viajar. O modal também contará com sistema de ar condicionado e internet Wi-Fi gratuita.

REFERÊNCIA MUNDIAL

O sistema já opera em grandes cidades como Tóquio, com uma linha que liga o aeroporto internacional de Haneda, no bairro de Ota, à estação de trem de Hamamatsucho, no bairro de Minato, com aproximadamente 17,8 km e transportando 180 mil pessoas por dia. A China obtém o maior sistema de monotrilho da atualidade, com duas linhas operando em Chongqing – uma delas com 39,1 km, sendo a maior do mundo, e outra com 16,5 km.  É possível também citar outras cidades em que o uso do monotrilho é bem sucedido, como Mumbai, Kuala Lumpur e Las Vegas. Aqui no Brasil, São Paulo já dispõe de um monotrilho em operação, a Linha 15 da Zona Oeste.

POTENCIAL TURÍSTICO

Diante o real potencial turístico da região, o monotrilho será uma ferramenta de grande valia no desenvolvimento deste setor, já que o trem contará com janelas largas que permitem iluminação natural e uma ampla vista externa da cidade, tornando-se uma atração à parte para cidadãos e turistas.

ESTRUTURA DAS PARADAS

As paradas do atual trem do Subúrbio serão desativadas e darão lugar a estruturas  modernas, leves e vazadas, o que permitirá uma maior ventilação, iluminação natural conforto e segurança aos usuários.